AULA 1 – UTILIZANDO SELEÇÕES EM PHOTOSHOP

ASSUNTOS E FERRAMENTAS

·        Ferramentas de Seleção

·        Menu Image / Hue Saturation

·        Atalhos no Photoshop

 

 

FERRAMENTAS DE SELEÇÃO

 

São essenciais para qualquer início de trabalho, qualquer imagem ao ser tratada necessita entes de mais nada ser selecionada, sendo assim conhecer as ferramentas de seleção é primordial, bem como saber seus nomes técnicos.

São estas:

3

2

1

Apesar de todas possuírem o mesmo resultado final, é preciso ter discernimento para saber qual deve ser utilizada, cada caso é um caso, cada seleção é uma seleção e dependendo do que se deseja fazer, muito mais do que técnica também tem a ver com facilidade.

Abaixo um resumo básico que pode ser encontrado completo em adobe.com do que cada ferramenta faz e sua funcionalidade resumida. Enquanto lê, de um FILE>>OPEN nas imagens da pasta e tente praticar com elas usando cada umas das ferramentas para retirada do fundo branco. Lembrando sempre que, nem todas serão de grande utilidade para as imagens, como podemos ver nas imagens abaixo cada ferramenta tem sua peculiaridade. FIQUEM ATENTOS A ISSO

 selec

 

MANIPULANDO TONS DE IMAGENS

·        HUE SATURATION

 

Existem vários recursos no Photoshop onde é possível alterar as cores da imagem seja ela como um todo, ou uma simples parte selecionada previamente, por isso é importante saber realizar uma boa seleção antes de qualquer coisa no trabalho.

O comando Matiz/saturação ajusta o matiz (cor), a saturação (pureza) e a luminosidade da imagem inteira ou de componentes de cores individuais de uma imagem.

hue-saturation

Após abrir a caixa, marque a opção COLORIZE

CORES.png

Repare que se não houver selecionado alguma área antes, toda a imagem será colorida. Agora experimente selecionar apenas a parte dos olhos onde possui cor e novamente abra HUE SATURATION marque o COLORIZE e mecha nos ajustes observando que a cor dos olhos então agora muda.

 

EXERCÍCIOS

 

  1. Abra a imagem “fundo_branco_total” e usando a melhor ferramenta de seleção retire o fundo da imagem deixando apenas o carinha pintado (NÃO SEI SE ISSO É UM PALHAÇO, ESPERO QUE NÃO)
  2. Abra a imagem “fundo_misto” e usando a melhor ferramenta de seleção retire o fundo da imagem deixando apenas a menina (NÃO SEI SE ISSO É UM PALHAÇO, ESPERO QUE NÃO NOVAMENTE)
  3. Abra a imagem “VASO” e usando a melhor ferramenta de seleção altere a cor somente do vaso mantendo a tonalidade original do restante da imagem.
  4. Abra a imagem “olhos” e altere a tonalidade original da cor dos olhos nas imagens.

 

ARQUIVOS PARA UTILIZAÇÃO

Não quero ser lido!

Não quero ser lido!

Vivemos em uma era em que, a todo tempo estamos sendo vigiados e monitorados, tudo que fazemos e somos está espalhado por mídias, a grande diferença está em, se você buscar seu nome no Google dificilmente encontrará tantos resultados como encontraria se buscasse o nome de um famoso ou personalidade da nossa época, ou de outras. O fato é que, não somos pessoas públicas e ainda assim temos grande parte de nossa vida exposta como se fossemos, o que fica difícil de entender é como algumas das personalidades mais conhecidas e influentes no Brasil e no mundo ainda não aprenderam a lidar com isso

Tudo isso foi falado afim de citar um tema bastante delicado:  a  publicação de biografias não autorizadas. O fato é que, tudo da vida que parece bom pode ser livremente exposto, mas aquela parte “podre” da história deve ser descartada, acredito que a história de um país se faz com quem o ajudou a construir. Os músicos, artistas, políticos, todos estes e muito mais estão hoje escrevendo a sua história na tábua de cimento do nosso país, e  do mundo. E porque não escrever sobre isso? Porque não tomar conhecida a história de pessoas que são cheias de talento e com certeza tiveram um vida de muitos rumores antes de chegarem aonde estão?

O texto publicado  pelo site “último segundo”  diz que: “Se o personagem ou sua família sentirem que um trabalho traz dano à honra do biografado, pode recorrer à Justiça e tirá-la de circulação.”Mas o que seria tirar a honra? Para os escritores, escrever uma biografia significa dar conhecimento ao público de tudo que se passou na vida do biografado até que este tenha chegado ao triunfo, ou não dependendo do caso. Isso significa expor todos os esforços do biografado para tornar-se quem é hoje. O que talvez não ficou claro é que, isso significa esforços bons e ruins, significa intimidade, momentos de lazer, de raiva e até mesmo de desonestidade se esse for o caso.

Infelizmente nem todos estão preparados para falar de si em todos os ângulos, entenda-se como bons e ruins e não só aqueles que nos agradam. Em função disso os escritores acabam sofrendo uma censura forte em cima de seus trabalhos ficando assim impedidos de falar nada mais que a verdade. Desde o momento em que uma pessoa opta em tornar-se pública, imagino que ela deva saber que não será mais como eu, ou você. Tudo que ela faz será ouvido, anotado e mais tarde exposto de uma forma, ou de outra. Então ser uma pessoa pública é quase como ser lido e escrito todos os dias por mentes diferentes com diversos pontos de vista, e quem não sabe lidar com isso, quem não sabe ser lido, não deveria sequer pensar em ser,ou tornar-se uma pessoa pública.

 

Por: Rosemere Borges 

EM: Aula de Expressão Oral e Escrita II

Quer ler mais clique em Portfólio>> Redação

O Dilema da “meia”

O Dilema da “meia”

Recentemente foi aprovado  no congresso nacional o projeto de lei que limita a concessão da meia-entrada para estudantes, jovens de baixa renda, portadores de necessidades especiais e idosos, a 40% do total de ingressos disponíveis para cada evento cultural e esportivo. Isso mesmo, você não entendeu mal. agora existem cotas culturais também, e não seria irônico dizer que você pode chegar ao cinema na intenção de ver aquele filme,e adivinha só: Acabaram os ingressos destinados a meia entrada.

Seria cômico, caso não fosse trágico. Num país aonde a maioria das pessoas preferem ficar sentadas assistindo a programação cadavérica das emissoras de tv aberta e não preciso citar nomes, pois tenho certeza que você já os imaginou na sua mente. Enfim, nesse mesmo país de suas televisões ligadas com programação de péssima qualidade fica difícil imaginar como a cultura pode se propagar entre as pessoas, já que até mesmo por ela os grandes empresários e produtores, como assim se denominam, resolvem atacar de capitalistas(O que sempre foram) e simplesmente limitar o direito adquirido de ir ao cinema e poder pagar meia livremente.

Durante reunião na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, muitos artistas e produtores estavam mobilizados para tentar encontrar uma solução, segundo eles, digna de resolver o “dilema da meia”. A atriz Fernanda Montenegro concedeu   uma entrevista à Folha de S. Paulo aonde declarou que, as pessoas tem “vício” em ingresso barato e em meia entrada. Ela também disse que se as mesmas carterinhas usadas no cinema fossem levadas ao supermercado, os alimentos não sairiam pela metade do preço.

Enfim, que bom(não), que ela entende que as pessoas tem vício em  ingressos mais baratos e não em uma cultura acessível a todos. E que bom também que no Brasil um país de todos tudo que é bom acaba sendo limitado. Depois de tudo isso fica apenas o questionamento: “Será que consigo pagar meia hoje no cinema?”

 

Por: Rosemere Borges 

EM: Aula de Expressão Oral e Escrita II

Quer ler mais clique em Portfólio>> Redação

:::DICA DE PHOTOSHOP 1::

:::DICA DE PHOTOSHOP::

Arvoredegradé

Gradiente sobre a imagem

Nas opções do gradiente, você pode alterar o modo para Cor, possibilitando o preenchimento sem se perder a imagem em que o gradiente estará sendo aplicado. Escolha uma imagem qualquer na internet e vamos aos testes

    • Antes de mais nada crie uma Layer nova aonde será aplicado o Gradiente.
  • Feito isso selecione a Ferramenta Gradient Tool, ou simplesmente pressione a letra (G) no teclado, de início ele selecionará a Paint Buckt(Famoso Baldinho) Para alternar entre a ferramenta pressione (SHIFT+G). Assim você estará com a Gradient Tool ativa.
  • Escolha o esquema de cores que deseja usar em seu gradiente e logo depois clique e arraste sobre a imagem. A princípio o gradiente irá tampar completamente a imagem, vá na Layer aonde você aplicou o gradiente e vá testando os modos de mesclagem até obter o resultado esperado.

Não se esqueça de Observar a palheta option da ferramenta, pois lá podemos configurar todas as opções relativas ao Gradiente. Uma Abraço e até a próxima dica!